TRF2 marca presença na solenidade de posse da nova administração do TJRJ

Publicado em 04/02/2019

O presidente do Tribunal Regional Federal – 2ª Região (TRF2), desembargador federal André Fontes, o presidente eleito, desembargador federal Reis Friede, e o decano do TRF2, desembargador federal Paulo Espirito Santo, prestigiaram, na segunda-feira (4/2), a cerimônia de posse da gestão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) para o biênio 2019/2020. Na solenidade, tomaram posse o presidente, desembargador Claudio de Mello Tavares, o corregedor, desembargador Bernardo Moreira Garcez Neto, e os desembargadores Reinaldo Pinto Alberto Filho (1º vice-presidente), Paulo de Tarso Neves (2º vice-presidente), Elizabete Filizzola (3ª vice-presidente) e André Gustavo Corrêa de Andrade (diretor geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro – Emerj).

O evento foi prestigiado por familiares e amigos dos empossandos e por grande número autoridades civis, militares e eclesiásticas. Dentre elas, o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o arcebispo do estado, d. Orani João Tempesta, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, o corregedor nacional de justiça, ministro Humberto Martins, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado André Ceciliano, e o diretor geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, tenente-brigadeiro do ar Jeferson Domingues de Freitas.

Após abrir a solenidade, o desembargador Milton Fernandes de Souza, que presidiu o TJRJ no biênio 2017/2018, entregou a palavra à desembargadora Gizelda Leitão Teixeira. À magistrada coube fazer a saudação à nova gestão, em nome dos demais desembargadores da Corte. Ela resumiu o currículo do novo presidente, que ingressou na magistratura em 1996, sendo alçado ao cargo de desembargador dois anos depois. Em seu breve discurso, Gizelda Leitão Teixeira destacou que o momento da posse dos gestores também é o de renovação dos compromissos, metas e prioridades da administração: “Nos integrantes da nova administração do Tribunal de Justiça repousam a esperança e aspirações não só de Magistrados e Servidores, mas de toda a população desse Estado”, disse.

Em seguida, discursaram o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Rio de Janeiro (OAB/RJ), Luciano Bandeira, e o procurador geral de justiça do estado, José Eduardo Gussem. Concluindo a solenidade, falou o novo presidente do TJRJ, que, antes de se pronunciar, pediu aos presentes para, de pé, prestarem um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia de Brumadinho.

Em seguida, o desembargador Claudio de Mello Tavares defendeu que a atuação do Poder Judiciário deve ser pautada pela busca da efetivação dos direitos fundamentais e sociais: “É isso que a sociedade brasileira espera, ou seja, que o Poder Judiciário seja verdadeiramente um produtor de Justiça”, declarou. Ele lembrou o papel que cabe ao Judiciário no enfrentamento à desigualdade social e à corrupção “que ainda viceja em todas as esferas do poder público” e ressaltou a importância de o tribunal investir cada vez mais em um modelo gerencial que contemple planejamento, metas e indicadores de produtividade: “Conectividade e criatividade também são palavras de ordem, se quisermos ser capazes de prestar uma jurisdição ágil e eficaz”, disse.

Ainda durante a solenidade, tomaram posse como membros titulares do Órgão Especial do TJRJ os desembargadores Antonio Iloízio Barros Bastos, Rogério de Oliveira Souza, Katya Maria de Paula Menezes Monnerat, Maria Angélica Guimarães Guerra Guedes, Elton Martinez Carvalho Leme, Adolpho Corrêa de Andrade Mello Júnior, Marco Antônio Ibrahim, e Sandra Santarém Cardinali; e, no Conselho da Magistratura, os desembargadores Fábio Dutra, Sidnei Rosa da Silva, Renata Machado Cotta, Luiz Felipe Miranda de Medeiros Francisco e Sergio Ricardo de Arruda Fernandes.

Claudio de Mello Tavares, Wilson Witzel e João Otávio de Noronha*
  • Foto: Bruno Dantas – TJRJ
Compartilhe