música

Na foto, um grupo de quatro pessoas, duas mulheres e dois homens, todos brancos. No primeiro plano, uma mulher sorri levemente para a câmera. Ela tem cabelos médios ondulados e castanhos escuros. Usa batom avermelhado, colar de contas e uma bata branca de mangas longas. Atrás dela, do lado direito, um homem de cabelos e barba grisalhos também sorri de leve. Ele usa blusa de manga curta branca e segura um violão. Já do lado esquerdo, uma mulher sorri, encostada em uma pequena estrutura que parece de madeira pintada de preto. Ela usa blusa sem mangas branca, colar longo colorido e tem uma tatuagem de círculos e formas coloridas na parte superior do braço.  Ao lado dela, um homem encara a câmera, não sorri. Ele usa boina clara e blusa de manga longa branca, segura o que parece ser uma guitarra (já que só aparece a ponta dela).

com
Claudia Holanda (voz, composições e violão)
Kika Frankenfeld (voz, percussão)
Celso Ramalho (violão solo)
Yaco Lupotti (baixo)

26 de junho
quarta-feira, às 19h

local
Teatro

valor *
R$20 (meia R$10)

*descontos:
pessoas com deficiência: 60%
pessoas não brancas: 50%

ingressos antecipados
clique aqui

 

classificação indicativa AL (livre)

Fotografia: Mariana Quintão

Sinopse

Com uma proposta musical que mescla a rica tradição da música brasileira com elementos do indie pop, da psicodelia nordestina, somados ao blues, tropicalismo e bossa-nova, a banda vai apresentar um repertório de canções próprias e releituras de autores brasileiros.

Laço de Fita, em essência, é uma banda de música brasileira, mas que se deixa influenciar pelas manifestações contemporâneas, trazendo à tona uma paleta sonora múltipla. Os integrantes Claudia Holanda, Kika Pinheiro, Celso Ramalho e Yaco Lupotti conduzem o público com suas músicas que falam de memória, paixão, esperança, transformação e das forças da natureza.

Programa

  • Um tempo  (Claudia Holanda)
  • Rosa Branca (Claudia Holanda)
  • Galope (Claudia Holanda)
  • Na primeira manhã (Alceu Valença)
  • Mortal loucura (J.M. Wisnik e Gregório de Matos)
  • Carne (Claudia Holanda)
  • Desaparecer por aí (Claudia Holanda)
  • Andrelina (Samba de Côco Raízes de Arcoverde)
  • Seu boiadeiro (domínio público)
  • Dorival (Academia da Berlinda)
  • Alegre menina (Dori Caymmi e Jorge Amado)
  • Na janela do dia (Ariano Suassuna e Nilton Junior)
  • Cipoada do vento (Claudia Holanda e Fernando Morello)

Minibio

Laço de Fita é uma banda brasileira com influência da bossa-nova, indie pop, baião, agalopado, psicodelia nordestina, cangaço, tropicalismo, blues, pop rock e MPB.

A formação da banda Laço de Fita foi marcada por um encontro natural entre seus membros durante o fim da pandemia, que compartilhavam o desejo de criar música de forma coletiva depois desse período de isolamento forçado. Com uma afinidade musical evidente e um profundo respeito pela diversidade de influências de cada integrante, a banda nasceu do anseio por expressão artística e colaboração criativa.

Ficha-técnica

  • Claudia Holanda –  voz, composições e violão
  • Kika Frankenfeld  – voz, percussão
  • Celso Ramalho – violão solo
  • Yaco Lupotti – baixo
  • Assessoria de Imprensa: Rô Lopes
  • Selo e produtora: In Concert produções

Apoio

In Concert Produtora