Na foto, um grupo de musicistas se apresenta sobre um grande tapete vermelho, ao pé de uma årvore. Ao fundo, a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Após o mar, hå prédios e morros. No grupo, a maioria são homens, vestidos de blusa social branca, gravata vermelha, calça e sapatos pretos. Existem duas mulheres que vestem vestidos vermelhos. Todos tocam seus instrumentos musicais, entre flautas, violÔes, bateria, sax, guitarra, etc. No canto direito, um maestro rege a orquestra (de costas para a cùmera). Ele veste blusa social cinza e calça bege.

diretor musical
AntĂŽnio Carlos Marques Pinto

regente
Luiz Potter

5 de junho
quarta-feira, às 19h

local
Teatro

valor
Gratuito

 

 

 

classificação indicativa AL (livre)

Sinopse

A “Orquestra ViolĂ”es do Forte de Copacabana” nasceu em 2011, atendendo jovens oriundos das comunidades do entorno do Forte de Copacabana. Em pouco tempo, ela amadureceu e sua mĂșsica ultrapassou os muros do Forte e as ruas de Copacabana, atraindo o pĂșblico e os jovens de outros municĂ­pios do Estado do Rio de Janeiro. Talento e superação sĂŁo os principais ingredientes que consagram o sucesso desta orquestra.

Desde 2007, o Instituto RudĂĄ Ă© o responsĂĄvel pela execução e apresentaçÔes de Orquestras de MPB, viabilizando um projeto musical/social que vem recebendo aplausos do pĂșblico em todas as suas apresentaçÔes.

Na Ă©poca em a “Orquestra ViolĂ”es do Forte de Copacabana” foi criada, foram selecionados 50 jovens, de 10 a 21 anos, de comunidades carentes como PavĂŁo-PavĂŁozinho, Cantagalo, ChapĂ©u Mangueira, BabilĂŽnia e Santa Marta, que se destacaram pelo grau de amadurecimento musical, ao lado da frequĂȘncia regular ao ensino formal.

AlĂ©m dos violĂ”es, a orquestra reĂșne outros instrumentos, como clarineta, flauta transversa, piano, fagote, violino, percussĂŁo e bateria. Hoje, a “Orquestra ViolĂ”es do Forte de Copacabana” e Shalom conta com 25 jovens que possuem de 13 a 25 anos, oriundos da rede pĂșblica de ensino. Os componentes ensaiam duas vezes por semana no Forte de Copacabana.

O projeto envolve jovens, moradores em Vila Isabel e arredores e em situação de carĂȘncia econĂŽmica e social, que optaram pelo ensino da arte, fazendo da mĂșsica um elemento formador de comportamento. AlĂ©m dos conhecimentos prĂłprios Ă  execução do instrumento musical escolhido, a mĂșsica proporcionou Ă queles jovens, amadurecimento, aprimoramento do gosto musical e maior solidariedade entre os componentes da orquestra.

A “Orquestra ViolĂ”es do Forte de Copacabana” vem cumprindo o seu papel de incentivar novos talentos e de difundir a cultura musical, fazendo dessa arte um instrumento de inclusĂŁo social e formação profissional.

Programa

  • Chega de saudade
  • Cascavel
  • Amazonas
  • Sue ann
  • Carinhoso (KĂ©zia)
  • Ladeira da preguiça (Isa)
  • Wave (Gabriel)
  • Samba do aviĂŁo (Michelly e Gabriel)
  • Garota de Ipanema (Gabriel)
  • Flor de Lis (Adetokumbo)
  • SĂł danço samba
  • Bis: Taj mahal (todos os cantores)

Ficha-técnica

  • MĂĄrcia Melchior
    COORDENAÇÃO E DIREÇÃO ARTÍSTICA
  • Bruna Comanche
    ADMINISTRADORA
  • AntĂŽnio Carlos Marques Pinto
    DIREÇÃO MUSICAL
  • Luiz Potter
    REGÊNCIAS DAS APRESENTAÇÕES
  • GregĂłrio Tavares
    DIRETOR DE PRODUÇÃO
  • Mariana Borgerth
    ASSISTENTE DE PRODUÇÃO