CJF : Ministro Francisco Falcão se despede da Presidência do CJF*

Publicado em 30/08/2016

O presidente do CJF, ministro Francisco Falcão, e a vice-presidente Laurita Vaz foram homenageados pelo Conselho da Justiça Federal (CJF) no dia 22 de agosto. Foi a última sessão de Falcão na Presidência. O magistrado será sucedido no cargo pela ministra Laurita Vaz, a ser empossada no dia 1º de setembro (quinta-feira). O novo vice-presidente do Conselho será o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Martins.

Representando o Colegiado, o ministro Benedito Gonçalves, membro-efetivo do CJF, afirmou que o momento encerra um ciclo vitorioso de um trabalho executado com êxito, graças às diretrizes e ao empenho da atual gestão. “É com imenso orgulho e contentamento que profiro estas palavras de agradecimento a essas duas grandes figuras da Justiça brasileira. À maestria e ao pulso firme do eminente presidente em suas funções administrativas à frente deste órgão e ao genuíno interesse nos assuntos afetos a este Conselho e à efetiva atuação nas decisões da ministra Laurita Vaz”. O ministro ainda citou iniciativas de destaque como a criação do Observatório da Estratégia da Justiça Federal e a transparência, ao público em geral, dos processos administrativos do CJF.

Em nome da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), o presidente do órgão, juiz federal Roberto Carvalho Veloso, também registrou o reconhecimento ao trabalho executado pelo ministro Francisco Falcão, à frente do CJF e do STJ, sempre em consonância e diálogo constante com a magistratura. “Parabenizo o ministro Falcão, em especial pelas medidas que tomou quanto à escolha de juízes federais para compor cargos no CJF e na TNU e pela iniciativa da transmissão ao vivo das sessões de julgamento”.

O representante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ibaneis Rocha, presente à sessão, ressaltou a maneira agradável com a qual o ministro Falcão sempre recebeu a classe dos advogados e as soluções rápidas que foram encontradas para os anseios da advocacia. “Deixamos esse legado com a expectativa de um Judiciário ainda mais forte. Nossa palavra é de agradecimento”.

Ao ser-lhe concedida a palavra, o ministro Francisco Falcão agradeceu às homenagens proferidas pelo Colegiado e destacou a honra de integrar o Conselho com o desafio de construir os rumos da Justiça Federal brasileira pautado em um serviço público eficiente e voltado ao cidadão. “À frente deste Conselho, pude utilizar as experiências pessoais e profissionais angariadas durante o meu trajeto no Poder Judiciário e contar com o apoio e conhecimento dos colegas. Era necessário aprimorar. Contudo não se faz nada sozinho. O que fizemos ou tentamos fazer só foi possível com o trabalho e a dedicação dos servidores do CJF. Não pretendi neste discurso de despedida expressar o que vivenciamos nestes dois anos. Guardei este instante para agradecer”.

Os ministros Francisco Falcão e Laurita Vaz receberam, respectivamente, a Placa Comemorativa do Colegiado, medalha em homenagem às suas gestões à frente do Conselho no período de 2014-2016.

*Fonte: CJF.