CNJ: Selo de Desburocratização – Inscrições prorrogadas até 28/2*

Publicado em 11/02/2020

Foi prorrogado até 28 de fevereiro o prazo para magistrados e servidores do Poder Judiciário inscreverem práticas para concorrer ao Selo de Desburocratização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O objetivo é reconhecer ações que simplificam e modernizam o Poder Judiciário, promovendo eficiência e qualidade aos serviços prestados.

A concessão do Selo de Desburocratização do CNJ serve para compartilhar informações e replicar boas práticas entre os órgãos do Poder Judiciário. Estão em foco processos de atendimento ao cidadão (processos de atendimento ao usuário), serviço judicial (atividades prestadas pelas unidades que possuam jurisdição) e administração judiciária (trabalhos administrativos dos órgãos).

Para participar, é necessário cadastrar a iniciativa no Portal CNJ de Boas Práticas. As experiências são avaliadas pela equipe técnica do Departamento de Gestão Estratégica (DGE) e posterior aprovação pelo Plenário do CNJ, conforme regulamentado pela Portaria nº 140/2019.

As práticas selecionadas serão reconhecidas em evento a ser realizado no primeiro semestre de 2020. A publicação da prática no Portal CNJ de Boas Práticas ainda pode contar como validação ao Prêmio Innovare, iniciativa do Instituto Innovare com a parceria institucional do CNJ e outras instituições.

*Agência CNJ de Notícias