Desembargador federal Antonio Cruz Netto se despede da magistratura

Publicado em 09/10/2009

No dia 5 de outubro de 2009, decreto da Presidência da República aposentou o desembargador federal Antonio Cruz Netto, que atuava no TRF2 desde 1998 e que retira-se da magistratura ao completar 70 anos de idade. 
        Mineiro de Ribeirão Vermelho, Cruz Netto graduou-se pela Faculdade de Direito do Norte de Minas, em Montes Claros, mesma cidade onde exerceu a advocacia, em 1975. No ano seguinte, passou a integrar o quadro permanente de advogados da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), onde permaneceu até o ano de 1984. Nesse cargo, o desembargador integrou, como presidente ou como membro efetivo, comissões de elaboração e acompanhamento de execução de contratos, inclusive internacionais, firmados com o BID e com o BIRD, sendo responsável pelos processos de licitação pública, desde a elaboração dos editais.
         Na magistratura federal, Cruz Netto ingressou em setembro de 1984, primeiro na  Seção Judiciária de Santa Catarina, depois no Paraná e, finalmente, no Espírito Santo, onde foi diretor do Foro no biênio 1987/89, e no ano de 1993.
        Já no TRF2, a par da atividade judicante, exerceu vários cargos, como a de coordenador dos Juizados Especiais Federais da 2ª Região, no período de abril de 2005 a março de 2007. Também foi presidente da 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no biênio 2004/2005, da 5ª Turma Especializada, no biênio 2007/2008, e da 3ª Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no período 2008/2009.