EMARF conclui mais um curso de vitaliciamento com avaliação de portfólios

Publicado em 29/10/2019

Durante a semana de 14 a 18 de outubro, a Escola de Magistratura Federal da Segunda Região (EMARF) promoveu a avaliação dos portfólios dos 24 juízes substitutos que foram empossados no XVI concurso e que concluíram agora o Curso de Aperfeiçoamento para fins de Vitaliciamento. O curso foi coordenado pelos juízes federais Márcia Nunes e Vladimir Vitovsky, titulares, respectivamente das 13a. e 9a. Varas Federais do Rio de Janeiro.

A produção do portfólio, que segue as diretrizes pedagógicas preceituadas pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAN), é etapa importante do curso de vitaliciamento, pois é uma forma de documentar o aperfeiçoamento dos novos juízes nesses dois anos de especialização sob orientações acadêmicas.

Os magistrados cumpriram 120 horas-aula no Programa e tiveram noções de administração judiciária e gestão administrativa de pessoas; ética, relacionamento interpessoal e interinstitucional; práticas cíveis, como a realização de audiências, técnicas de conciliação e esvaziamento de conflito; elaboração de decisões e sentenças; realização de audiências criminais e psicologia judiciária.

Após cada vitaliciado apresentar de forma sintética os seus portfólios, eram arguídos por uma banca formada pelos juízes coordenadores do Vitaliciamento, juízes auxiliares da Corregedoria Regional da Segunda Região e pela equipe de psicologia que integra a Divisão de Atenção à Saúde do TRF2, Bruno Farah e Luiz Cassano.

Segundo os coordenadores, a banca de avaliação dos portfólios considerou não somente as reflexões dos alunos sobre os conteúdos teóricos que visavam suas preparaçōes para o exercício da judicatura, mas também as percepções práticas que esses novos magistrados vieram construindo nesses dois anos em que já se como substitutos nos Juízos designados.