Instalados Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania em Campo Grande e Volta Redonda

Publicado em 02/09/2016

O desembargador federal Ferreira Neves, coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do TRF-2ª Região, assinou os atos de instalação de dois centros de solução de conflitos, que funcionarão no bairro de Campo Grande, Rio de Janeiro, e na cidade de Volta Redonda, no sul fluminense. A inauguração dos locais de atendimento está prevista para o mês de setembro e os centros contarão com a coordenação das juízas federais Natalia Tupper (Campo Grande) e Caroline Figueiredo (Volta Redonda). O juiz federal João Marcelo Rocha será o coordenador substituto em Volta Redonda.
Os centros judiciários realizarão sessões de conciliação e mediação pré-processuais das respectivas competências territoriais. O foro de Campo Grande será responsável pelo atendimento aos seguintes bairros:  Barra de Guaratiba, Campo Grande, Cosmos, Guaratiba, Inhoaíba, Paciência, Pedra de Guaratiba, Santa Cruz, Santíssimo, Senador Camará, Senador Vasconcelos e Sepetiba. Além disso, a competência do foro de Campo Grande também abrangerá os municípios de Itaguaí e Seropédica. O foro de Volta Redonda atenderá a toda região sul-fluminense, que abrange as subseções de Angra dos Reis, Resende, Volta Redonda e Barra do Piraí.
Os juízes coordenadores terão a função de homologar acordos, enviar requisições de pagamento, assinar alvarás e supervisionar os trabalhos dos centros. Haverá servidor com conhecimento em técnicas autocompositivas para atuar em cada centro.