TRF2 inaugura Galeria de Retratos da Corregedoria Regional da 2ª Região

Publicado em 22/10/2018

Em cerimônia realizada na segunda-feira, 22/10, o presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), desembargador federal André Fontes, e a corregedora regional da 2ª Região, desembargadora federal Nizete Lobato, inauguraram a Galeria de Retratos da Corregedoria Regional da 2ª Região.

A solenidade também contou com a participação do vice-presidente do TRF2, desembargador federal Guilherme Couto de Castro, dos desembargadores federais Ferreira Neves, Alcides Martins, Theophilo Antonio Miguel Filho, Agustinho Fernandes Dias da Silva, Tania de Melo Bastos Heine, Paulo Freitas Barata (Primeiro corregedor do TRF2), Sergio Feltrin Corrêa, Raldênio Bonifacio Costa, além do diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio de Janeiro (SJRJ), juiz federal Osair Victor de Oliveira Junior, e a diretora-geral do TRF2, Maria Lucia Pedroso Raposo.

Em seu rápido discurso, a corregedora Nizete Lobato agradeceu a André Fontes pela iniciativa: “O presidente do tribunal foi o grande idealizador desse momento. Essa homenagem a todos vocês e a mim também nasceu da mente e do coração dele”, frisou. É com muita honra – continuou – “que vejo a minha foto incluída nessa galeria de notáveis. Eu nunca pensei que esse privilégio me fosse concedido na vida”. Quando fui designada para exercer esse cargo no TRF2, pedi conselhos ao ministro João Oreste Dalazen, bem sucedido corregedor do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ele me disse: “Nizete, eu não conheço nenhuma rua com nome de corregedor. Não espere aplausos nem elogios”. Enfim, o trabalho na Corregedoria é uma missão árdua, porém, muito honrosa.

Em seguida, foi a vez do desembargador federal André Fontes, que iniciou seu discurso lembrando de sua satisfação e emoção de estar ali, dezessete anos e meio depois de sua nomeação para o tribunal. “Hoje fazemos uma das grandes homenagens aos colegas deste tribunal, que é registrar de forma definitiva a lembrança de cada um neste órgão, cuja atuação representa um verdadeiro desafio para o magistrado”. Só quem passou por aqui – continuou -, com todo respeito, sabe os infortúnios, as dificuldades, as injunções que sofreu por ocasião de cada um dos dias na passagem pela Corregedoria. Um órgão, talvez, de uma complexidade tão grande, mas que ao mesmo tempo permite iluminar a visão do magistrado, quando, de fato, senta-se naquela cadeira que hoje é titularizada pela minha querida desembargadora Nizete”, destacou.

“Quem vai aos tribunais superiores, percebe a preocupação permanente em manter a memória do órgão por meio das pessoas que lá passaram. Por que o TRF2 não poderia fazer o mesmo? No mais difícil dos cargos, perdoe-nos outros diretores, que é o cargo de Corregedor. Por essa razão, hoje é um momento de redenção. Esse registro é simbólico, mas que não deve sair da memória de ninguém, porque estas fotografias permanecerão aqui cravadas na parede, para que todos saibam que um dia estes homens e estas mulheres foram verdadeiros construtores deste tribunal”, encerrou.

 

Os desembargadores André Fontes, Paulo Barata e Nizete Lobato inauguraram a Galeria de Retratos da Corregedoria da 2ª Região