11 ‚ÄĘ 12 ‚ÄĘ 13
mar 2020

O Centro Cultural Justi√ßa Federal, CCJF, em sua miss√£o de aproximar a Justi√ßa da sociedade, e em sintonia com a Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustent√°vel, realiza a terceira edi√ß√£o do evento MULHER, PODER E DEMOCRACIA. Desta vez, com √™nfase na Meta 5.2, que prev√™ eliminar todas as formas de viol√™ncia contra as mulheres nas esferas p√ļblicas e privadas; na meta 5.5, que visa garantir a participa√ß√£o plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a lideran√ßa em todos os n√≠veis de tomada de decis√£o na vida pol√≠tica, econ√īmica e p√ļblica.

O CCJF entende que proporcionar debates sobre o poder e a democracia é uma forma especial de homenagear as mulheres.

Programação

Semin√°rio

 

9h30  Palavras do Diretor Geral do Centro Cultural Justiça Federal, CCJF, Desembargador Federal, Dr. Ivan Athié

 

10h Primeira mesa: Mulher e Política

Dra. Ivone Caetano - Desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Dra. Simone Schreiber - Desembargadora Federal do Tribunal Regional da Segunda Regi√£o, TRF2

Dra. Tereza Basílio - Vice-Presidente da OAB Nacional

Dra. Naiara Coelho - Mestre em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense, UFF

mediadora¬†Dra √āngela Roberti - Doutora em Hist√≥ria e Pesquisadora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ

 

14h Segunda mesa: Mulher e Mercado de Trabalho

Dra. Cristiane Conde Chmatalik ‚Äď Ju√≠za Federal e Diretora do Foro do Esp√≠rito Santo

Vera Miranda ‚Äď Gestora Social e Assessora Pol√≠tica do SISEJUFE

Sabrina Ferreira ‚Äď Secret√°ria do Consulado de Angola no Brasil

Joana Ivo de Ara√ļjo Lima ‚Äď Advogada especialista em Igualdade de G√™nero no Trabalho e Mestre em Equality Law pela Manchester Metropolitan University

mediadora Dra Maria Alice Costa ‚Äď Cientista Pol√≠tica e Pesquisadora do PPGSD da UFF

 

16h20¬†Terceira mesa: Mulher e Desenvolvimento (Humano, Social e Econ√īmico)

Dra. Anita Oliveira - Juíza de Direito do Estado de Roraima.

Dra. Jana√≠na Dutra - F√≠sica M√©dica do Instituto Nacional de C√Ęncer, divulgadora cient√≠fica e doutora em Radioprote√ß√£o e Dosimetria pelo IRD-CNEN.

Débora Albu - Coordenadora de Programa do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro - ITS Rio

mediadora  Dra. Kátia Avelar - Pesquisadora da Fundação Osvaldo Cruz, Fiocruz e do Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Local da UNISUAM

 

Atividades Culturais

 

14h30¬† conta√ß√£o de hist√≥rias ‚ÄĘ sala de leitura
com F√°bia Marucci

 

17h √†s 19h30¬†Escrita por mulheres ‚ÄĘ cinema ‚ÄĘ 56 lugares
Partindo da premissa de que fazer uso da palavra √© fazer pol√≠tica, a atividade ‚ÄúEscrita por mulheres‚ÄĚ traz prosa√≠stas, poetas e dramaturgas atuantes no cen√°rio carioca.

 

17h  conversa com a escritora Eliana Cruz
60 min ‚ÄĘ senhas uma hora antes

 

18h30  bate papo sobre Oficina de Escrita para Mulheres, com Carolina Rocha (Dandara Suburbana)
60 min ‚ÄĘ senhas uma hora antes

 

 

Semin√°rio

 

10h Quarta mesa: Violência contra a mulher (Feminicídio)

Dra. Adriana Cristina Lopes Setemy ‚Äď Pesquisadora do Centro de Pesquisa e Documenta√ß√£o Hist√≥rica Contempor√Ęnea da Funda√ß√£o Getulio Vargas (CPDOC-FGV)

Monique Rodrigues Lopes ‚Äď Mestre em Ci√™ncias Jur√≠dicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense, UFF

Anny de Figueiredo ‚Äď Bacharel em Direito, Servidora do PJU, Integrante da ABJD e Coordenadora do N√ļcleo da Marcha Mundial das Mulheres - SISEJUFE

mediadora Dra. Jacqueline Lima. Doutorado em Sociologia pelo IUPERJ e Pós-doutoranda pelo PPGCL, UENF.

 

14h¬†Mesas de Comunica√ß√Ķes

 

Atividades Culturais

 

17h às 21h Escrita por mulheres

Partindo da premissa de que fazer uso da palavra é fazer política, a atividade Escrita por mulheres traz prosaístas, poetas e dramaturgas atuantes no cenário carioca. 

 

17h Performance A Contrapelo, Maria Baderna ‚ÄĘ 30 min ‚ÄĘ teatro ‚ÄĘ 141 lugares ‚ÄĘ gratuito
A performance consiste em devolver ao corpo de uma mulher os pelos que lhe foram arrancados pela prática da depilação.

 

18h Apresenta√ß√£o de poemas ‚Äʬ†cinema ‚ÄĘ 56 lugares¬†‚ÄĘ 180 min, com intervalo ‚ÄĘ gratuito, senhas uma hora antes

Alexandra Vieira de Almeida, Bruna Mitrano, Carmen Moreno, Carolina Rocha, Heleine Fernandes, Marcela Giannini, Simone Brantes, Thais Mandarino, Rosalia Milstajn, Valeska Torres e leitura de poemas de Lubi Prates.

 

19h¬†leitura aberta da pe√ßa S√≥ percebo que estou correndo quando vejo que estou caindo¬†de Lane Lopes.¬†Dire√ß√£o de Francisco Ohana. Com Davi Arap, Maria C√Ęndida Portugal, Paula Furtado, Ricardo Gaio e Tiago Kempski

90 min ‚ÄĘ teatro ‚ÄĘ 141 lugares ‚Äď gratuito, senhas uma hora antes

No texto de Lane Lopes, M√īnica v√™ sua calcinha fugir do¬†varal e decide correr atr√°s dela, tentando escapar de um¬†cotidiano de cerceamentos e repeti√ß√Ķes. Todos participam do da leitura, inclusive o p√ļblico.

 

10h¬†Mesas de comunica√ß√Ķes

 

Atividades Culturais

 

18h às 21h Escrita por mulheres

Partindo da premissa de que fazer uso da palavra é fazer política, a atividade Escrita por mulheres traz prosaístas, poetas e dramaturgas atuantes no cenário carioca.

 

18h leituras de pe√ßas e bate papo com autoras e convidadas ‚ÄĘ teatro ‚ÄĘ 141 lugares¬†‚ÄĘ 150min ‚Äʬ† gr√°tis, senhas uma hora antes

Eu vou desligar agora
de Lane Lopes

Leitura aberta de Eu vou desligar agora, de Lane Lopes com Paula Furtado, Carolina Caldas e Victor Lompart

Uma mulher com lapsos de memória tenta se lembrar de quem ela é de onde ela está e o que a trouxe até aqui uma mulher que não reconhece nada a sua volta, mas que percorre o mundo de fragmentos e anacronismos em busca da reconstrução do seu passado e de milhares de mulheres.

 

Parto
de Isadora Krummenauer. Direção de Natasha Corbelino. Leitura aberta com Dani Camara, Karla Muniz, Laura Nielsen, Paula Furtado e Sara Hana.

A dramaturgia PARTO faz parte de uma pesquisa que tem como foco viv√™ncias femininas e suas origens socioculturais. Um estudo que iniciou no N√ļcleo de Dramaturgia da FIRJAN SESI, onde se explorou situa√ß√Ķes culturais para criar narrativas encenadas e dirigidas por mulheres, com objetivo de questionar a representatividade da mulher e o papel designado a mesma pela sociedade. Ap√≥s a leitura haver√° bate papo com a cineasta Juliana Reis, que desde 2015 tem se envolvido com quest√Ķes ligadas relativas ao aborto e ao acolhimento feminino.

 

 

18h conversa com a escritora Elaine Marcelina
60 min ‚ÄĘ 50 lugares ‚ÄĘ sala de leitura¬† ‚Äʬ† gr√°tis, senhas uma hora antes

 

Autoras de Escrita por Mulheres

Alexandra Vieira de Almeida √© poeta, contista, cronista, resenhista e ensa√≠sta. Tem Doutorado em Literatura Comparada (UERJ). Atualmente √© professora da Secretaria de Estado de Educa√ß√£o (RJ) e tutora de ensino superior a dist√Ęncia (UFF). Tem cinco livros de poemas, sendo o mais recente A serenidade do zero (Penalux, 2017). Publica regularmente em antologias e revistas do Brasil e exterior.

Bruna Mitrano nasceu e vive na periferia do Rio de Janeiro. Filha de camel√ī e neta de lavadeira, √© mestre em Literatura pela UERJ, professora, escritora, desenhista e articuladora cultural. Publicou contos, poemas e desenhos em diversos jornais, revistas e antologias no Brasil e no exterior. √Č autora do livro N√£o (Ed. Patu√°, 2016).

Carmem Moreno é poeta, contista e romancista premiada, membro do PEN Clube. Com sete livros solo, integra mais de 30 antologias. Bacharel em Artes Cênicas e licenciada em Educação Artística (UNIRIO). Sua obra foi tema de Mestrado (FURG/RS).

Carolina Rocha (Dandara Suburbana) √© ativista, escritora, professora e historiadora. Mestre em Hist√≥ria e doutoranda em Sociologia (IESP/UERJ). Autora do livro: ‚ÄúO Sab√° do Sert√£o: feiticeiras, dem√īnios e jesu√≠tas no Piau√≠ Colonial‚ÄĚ (Paco Editorial, 2015). Desenvolve oficinas sobre escrita criativa, literatura negra, racismo e cultura afro-brasileira. Idealizadora do projeto ‚ÄúOficina de Escrita para Mulheres‚ÄĚ que trabalha com escrita de si, literatura e autocuidado. Co-autora do livro: ‚ÄúInova√ß√£o ancestral de mulheres negras: t√°ticas e pol√≠ticas do cotidiano‚ÄĚ (Editora Oralituras, org. de Bianca Santana, 2019).

Elaine Marcelina √© escritora, historiadora, roteirista e dramaturga. Tem nove livros publicados, dentre eles, Mulheres Incr√≠veis, As coisas simples da vida, A s√©rie da Marcelina.¬† √Č colunista do site Pauta Rio. Ministra a oficina de escrita criativa: Meu primeiro livro.

Eliana Alves Cruz √© jornalista e escritora. Seu romance de estreia, ‚Äú√Āgua de Barreia‚ÄĚ retrata sete gera√ß√Ķes de sua fam√≠lia, cujas origens remontam √† √Āfrica no s√©culo XIX e recebeu o Pr√™mio Liter√°rio Oliveira Silveira, (Funda√ß√£o Cultural Palmares, 2015). Recentemente lan√ßou o livro ‚ÄúO crime do cais do Valongo‚ÄĚ, trama policial cujo enredo se divide entre Mo√ßambique e Rio de Janeiro.

Heleine Fernandes √© mulher preta, poeta, professora. Nascida e criada na Rocinha, √© doutora em teoria liter√°ria pela UFRJ, com tese sobre a poesia produzida por poetas negras contempor√Ęneas e o combate ao epistemic√≠dio. Tem poemas publicados no site "Mulheres que escrevem", na antologia Cult #1 e na antologia "Ato po√©tico", da editora Oficina Rachel.

Isadora Krummenauer √© dramaturga, roteirista e produtora cultural, formada em cinema (PUC-Rio), com curso em roteiro pelo University of Arts of London. Concluiu o N√ļcleo de Dramaturgia do SESI FIRJAN em 2018. Autora de Parto, que foi selecionado para montagem na Semana de Dramaturgia do SESI FIRJAN, no Oi Futuro.

Juliana Reis ‚Äď √© franco brasileira, jornalista,¬† Mestre es film pela Universidade ParisVIII. No Brasil desde 2005, ‚ÄúDisparos‚ÄĚ, seu primeiro longa, obteve tr√™s pr√™mios no Festival do Rio e recebeu selo SESC ‚Äúmelhores do Ano 2013‚ÄĚ. Desde 2015, Juliana vem se envolvendo com o tema do aborto em projetos de fic√ß√£o (O Caso das 10.001 Mulheres) e document√°rio (In Dubio Pro Societate, sobre os processos ligados √† morte de Ingriane Barbosa, num tribunal de j√ļri popular em Petr√≥polis, e √† ADPF442, no STF).

Lane Lopes é dramaturga, cientista social e cursa cinema na UFF . lntegrou o Nucleo de Dramaturgia do SESI coordenada por Diogo Libera. Foi publicada pela ed. Cobogó em 2019 com "Só percebo que estou correndo quando vejo que estou caindo". Teve três dramaturgias encenadas nas Mostras de Teatro da UFRJ.

Laura Nielsen- √© atriz, diretora e professora de teatro. Integrante da companhia Teatro Inomin√°vel, participou, como atriz, de: ‚ÄúSinfonia Sonho‚ÄĚ e ‚ÄúConcreto Armado‚ÄĚ, de Diogo Liberano; ‚ÄúBatist√©rio‚ÄĚ e ‚ÄúMenininha‚ÄĚ, de Jo√£o C√≠cero; ‚ÄúVIL‚ÄĚ e ‚ÄúAbajur Lil√°s‚ÄĚ, de Renato Carrera; ‚ÄúEsbo√ßo Dram√°tico sobre a Revolu√ß√£o‚ÄĚ, de Gilberto Gawronski; ‚ÄúIscas para Amansar Falc√Ķes‚ÄĚ, de Fabiano de Freitas e outros

Lubi Prates√© poeta, tradutora, editora e curadora. Seu livro¬†um corpo negro (Nosotros, 2018)¬†foi contemplado pelo PROAC e est√° em processo de publica√ß√£o na Argentina, Col√īmbia, Estados Unidos, Espanha e Fran√ßa, al√©m de ter sido finalista do 61¬ļ Pr√™mio Jabuti e do 4¬ļ Pr√™mio Rio de Literatura. Autora de mais dois livros, √© s√≥cia-fundadora e editora da¬†nosotros, editorial, e editora da revista¬†Par√™nteses. Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento Humano (USP).

Marcela Giannini √© atriz, poeta e performer. Integrante do grupo de poesia Madame Kaos. Participou de diversas antologias, como¬†Poesia do Brasil, Verso, Testemunho, Prosa,e¬†50 Vozes Po√©ticas do Brasil. Atuou em v√°rios espet√°culos como atriz, diretora assistente e produtora. Produtora do projeto ‚ÄúRio de Versos‚ÄĚ.

Natasha Corbelino ‚Äst√© atriz, performer, autora, diretora, produtora. Trabalhadora da cultura. Graduada na UniRio, em Artes C√™nicas - Interpreta√ß√£o. Tamb√©m teve sua forma√ß√£o atravessada pela dan√ßa, cursando a Escola Estadual de Dan√ßas Maria Olenewa. Com mais de duas d√©cadas de experi√™ncia como trabalhadora da cultura, busca se integrar a ideias transdisciplinares e coletivas, para novos modos de produ√ß√£o, onde¬†a pot√™ncia

Paula Furtado √© atriz brasiliense, inicia em 2012 os estudos em Artes C√™nicas na Universidade de Bras√≠lia. Protagonizou o premiado curta metragem universit√°rio ‚ÄúDANI‚ÄĚ. Atuou nos espet√°culos ‚ÄúSe N√£o Houvesse Mentiras Eu Perderia Toda a Esperan√ßa‚ÄĚ e ‚ÄúSexo √© Heredit√°rio‚ÄĚ de Alexandre Ribondi e Abaet√™ Queiroz, ‚ÄúToda Nudez Ser√° Castigada‚ÄĚ e ‚ÄúMeu Destino √© Pecar‚ÄĚ dire√ß√£o de Celina Bebianno, e outros. Formada em Artes C√™nicas pela CAL ‚Äď Casa das Artes de Laranjeiras.

Ros√°lia Milsztajn √© carioca, poeta, contista, m√©dica e psicanalista. Recebeu o pr√™mio SESC de poesia, 1999. Em poesia publicou, entre outros: ‚ÄúEsse Recorte‚ÄĚ (Patu√°, 2014) que lhe concedeu o ‚ÄúPr√™mio Liter√°rio Nacional do Pen Clube do Brasil‚ÄĚ em 2016. Seu primeiro livro de contos ‚ÄúA hist√≥ria dos seios‚ÄĚ (7 Letras, 2010) aborda temas importantes como o do c√Ęncer de mama. Escreveu um livro infantil: ‚ÄúN√£o briga comigo‚ÄĚ (Ibis Libris, 2016) . Possui um blog:¬†ahistoriadosseios.blogspot.com

Simone Brantes √© Mestre em Filosofia e Doutora em Letras pela UFRJ. √Ȭ† poeta, tradutora e ensa√≠sta. Publicou os livros¬†Pastilhas Brancas,¬†O caminho de Suam¬†e¬†Quase todas as noites¬†(Pr√™mio Jabuti de poesia em 2017). Acaba de publicar o livro¬†Rose Ausl√§nder, volume da¬† "Cole√ß√£o Ciranda da Poesia" (Eduerj-Editora UFPR).

Thaís Mandarino é poeta, crescida no interior do estado do Rio de Janeiro. Formada em Jornalismo (PUC), trabalha com escrita para cinema e teatro. Escreveu e dirigiu em 2019 seu primeiro filme, influenciada pela obra de Hilda Hilst e Alejandra Pizarnik. Tem poemas publicados em sites, revistas, e prepara seu primeiro livro.

Valeska Torres √© poeta e cursa bacharelado em¬†Biblioteconomia na UniRio. √Č autora do livro ‚ÄúO coice da √©gua‚ÄĚ (Editora 7Letras, 2019). Publicada em antologias como ‚ÄúSeis temas √† procura de um poema‚ÄĚ (FLUP, 2017), em 2017, foi selecionada para a Resid√™ncia FIPR na Argentina e no mesmo ano recebeu men√ß√£o honrosa por sua participa√ß√£o no V Concurso Liter√°rio Professor Arnaldo Niskier .

Mesas de Comunica√ß√Ķes

A DOMINA√á√ÉO PELO FOGO: BREVE AN√ĀLISE DA RELA√á√ÉO ENTRE AS MULHERES E O CAPITALISMO
Manuela de Souza de Almeida Leite

 

A DOMINA√á√ÉO PELO FOGO: BREVE AN√ĀLISE DA RELA√á√ÉO ENTRE AS MULHERES E O CAPITALISMO
Manuela de Souza de Almeida Leite

 

A AUTORIDADE DA MULHER COMO DOCENTE, ATRAV√ČS DA FILMOGRAFIA INTERNACIONAL
Albertina Maria Anast√°cio

 

AGENDA 2030 E A CONFORMA√á√ÉO DOS DIREITOS HUMANOS FEMININOS: REFLEX√ēES SOBRE VIOL√äNCIA CONTRA A MULHER, ACESSOS √Ä INFORMA√á√ÉO E √Ä JUSTI√áA
Carla Maria Martellote Viola

 

A EDUCAÇÃO A PARTIR DO FEMINISMO NEGRO
Fl√°via Helena Santos da Silva, Patricia Maria Dusek e Maria Geralda de Miranda

 

A RESTRI√á√ÉO DA AUTONOMIA PELA LEI DE PLANEJAMENTO FAMILIAR: O IMPACTO NAS LIBERDADES REPRODUTIVAS DA MULHER Priscilla Regina Santana SauaiaA SUBJETIFICA√á√ÉO DE CORPOS FEMININOS EM TERRIT√ďRIOS
Lyandra Stefany Pereira Farias

 

VIOL√äNCIA CONTRA A MULHER: UMA AN√ĀLISE HIST√ďRICA DAS LEGISLA√á√ēES NO BRASIL.
Beatriz Lima Benjamim

 

ESCRITA DA MULHER E PODER: AXIOMAS PARA A CRIA√á√ÉO NO CONTEXTO CONTEMPOR√āNEO E DEMOCR√ĀTICO
Solange Padilha

 

A MULHER AFRO LATINA CARIBENHA E MIGRANTE: AN√ĀLISE DA QUEST√ÉO DA FEMINIZA√á√ÉO DAS MIGRA√á√ēES
Rosane Pereira Marques

 

O FEMININO NAS MARGENS: UMA RE-LEITURA E RECONHECIMENTO DA MULHER NA AM√ČRICA LATINA
Yenny Juliana Bueno Acu√Īa

 

TODAS SOMOS FILHAS DE MARIE CURIE ‚Äď MULHER + ENGENHARIA + NUCLEAR, UMA SOMA QUE MULTIPLICA
Inay√° Lima

 

ABORTO NO BRASIL: Hip√≥teses de descriminaliza√ß√£o e implementa√ß√£o da pol√≠tica p√ļblica
Fabiana Aldaci Lanke, Catarina Cruz Salles e Eliane Vieira Lacerda Almeida

Comiss√£o Organizadora

Maria Geralda de Miranda ‚Äʬ†P√≥s-Doutora em Pol√≠ticas P√ļblicas pela UERJ e em Narrativas Visuais pela Universidade de Lisboa. Diretora Executiva do Centro Cultural Justi√ßa Federal

Aretuza Ribeiro Silveira ‚ÄĘ Assessora Executiva

Christine¬† de Sousa Veviani ‚Äʬ†Assessora da Presid√™ncia TRF2

Simone Intrator¬†‚ÄĘ Assessora de Imprensa TRF2

Elaine Pauvolid Hamburger ‚Äʬ†Setor de Artes C√™nicas e Audiovisuais

Silvia Rachel Cabral ‚ÄĘ Setor de Contratos

Klara Freire¬†‚ÄĘ Biblioteca

Monica Valeria de Carvalho Goes ‚Äʬ†Assistente da Dire√ß√£o

Eduardo Barbuto Bicalho¬†‚ÄĘ Assistente da Presid√™ncia TRF2

Francisco Cordeiro ‚Äʬ†Diretor de Cultura e Administra√ß√£o

 

Comissão Científica

Dr.¬™ Carla Moragas ‚Äʬ†Doutora em Ci√™ncias, pesquisadora da Funda√ß√£o Osvaldo Cruz (Fiocruz).

 

Dr.¬™ Jaqueline de Cassia Pinheiro Lima ‚Äʬ†Doutora em Sociologia pelo Instituto Universit√°rio de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ).

 

Dra. Marcella Albaine Farias da Costa ‚ÄĘ Doutora em Hist√≥ria pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

 

Dr.¬™ Marcia Teixeira Cavalcanti ‚Äʬ†Doutora em Ci√™ncia da Informa√ß√£o pelo Instituto Brasileiro de Informa√ß√£o em Ci√™ncia e Tecnologia (IBICT/UFRJ).

 

Dr.¬™ Maria Alice Costa ‚ÄĘ ¬† Doutora em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

Dr.¬™ Mariana Meirelles ‚Äʬ†Doutora em Ci√™ncia da Informa√ß√£o pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

 

Dr.¬™ Marilene Antunes Sant‚ÄôAnna ‚Äʬ†Doutora em Hist√≥ria Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

Dr.¬™ Marta de Carvalho Silveira ‚Äʬ†Doutorado em Hist√≥ria Antiga e Medieval pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

 

Dr.¬™ Patr√≠cia Dusek ‚Äʬ†Doutorado em Direito P√ļblico pela Universidade Veiga de Almeida (UVA).

 

Dr.¬™ Thays Lacerda ‚Äʬ†Doutora em Ci√™ncia da Informa√ß√£o pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Inscri√ß√Ķes

Para ouvintes que desejam assistir ao Semin√°rio e participar das atividades. Ser√£o concedidas horas de atividade complementar.

INSCREVA-SE!

As inscri√ß√Ķes para envio de trabalho acad√™mico est√£o abertas. Consulte as normas.

Normas para Submiss√£o

Eixos Tem√°ticos

Mulher e Pol√≠tica ‚ÄĘ Mulher e Acessibilidade¬† ‚Äʬ† Mulher e Arte¬† ‚Äʬ† Viol√™ncia contra a Mulher¬† ‚Äʬ† Mulher e Mercado de Trabalho
Mulher e Cinema ‚ÄĘ Teorias Feministas¬† ‚Äʬ† Feminismo Negro¬† ‚Äʬ† Teoria Feminista Jur√≠dica¬† ‚Äʬ† Mulher e Sa√ļde