Foto dos artistas do espetáculo 2 na Bossa. Foto tirada de cima para baixo, os dois artistas olhando para cima, sentados num banco redondo forrado de branco. à esquerda, uma mulher de traços asiáticos, cabelos pretos lisos, vestido de alça vermelho e branco, colar vermelho. À direita, um homem branco de cabelos curtos pretos, camisa clara e calça escura - à sua frente um violão apoiado em seu corpo.com
MAKO (voz) e
Bruno Ferrão (violão)

Carlos Chaves (cavaquinho) Рparticipa̤̣o especial

19 de outubro,
às 19h
Teatro do CCJF
classificação livre

R$40 (R$20 meia, lista amiga e músicos)


Sinopse:

O show “2 NA BOSSA” une dois competentes e criativos artistas da Música Popular Brasileira. O marcante violão de Bruno Ferrão acompanha a voz da japonesa MAKO, que, em seu país de origem, dedicava-se ao fado e à bossa nova, mas que, ao se apaixonar pelo samba, veio para o Brasil tocar percussão e cantar música brasileira, cheia de bossa!

A seleção das músicas traça um breve panorama do melhor da música popular brasileira, apresentando alguns de seus grandes sucessos e nossos maiores compositores, além de mostrar a grande influência da cultura musical brasileira ao redor do mundo.

O resultado surpreende e encanta o público, não só pela qualidade do espetáculo, mas pelo fato de uma japonesa devotar-se a cantar, com originalidade, músicas imortalizadas na alma brasileira.

Duas músicas do repertório serão cantadas em português e japonês – A Banda e Água de Chuva no Mar.

Programa:

  • Diz que fui por aí (Hortênsio Rocha e Zé Keti)
  • Da cor do pecado (Bororó)
  • O sol nascerá (Cartola e Elton Medeiros)
  • Sem Compromisso – Deixe a Menina (Geraldo Pereira / Nelson Trigueiro) (Chico Buarque)
  • A Banda (Chico Buarque) Em português e japonês
  • Este seu olhar (Tom Jobim)
  • Você e eu (Carlos Lyra / Vinicius de Moraes)
  • Eu e a brisa (Johnny Alf)
  • Fez bobagem (Assis Valente)
  • Olha (Roberto Carlos e Erasmo Carlos)
  • Eu Sambo Mesmo (Janet de Almeida)
  • Que Sejas Bem Feliz (Cartola)
  • Alagados (Herbert Vianna)
  • Exaltação à Mangueira (Aloísio Augusto da Costa / Enéas Brittes Da Silva)
  • Água de Chuva No Mar (Wanderley Monteiro / Carlos Caetano / Gerson Gomes) (em português e japonês)
  • Não Deixe o Samba Morrer (Edson Conceição e Aloísio Silva)

Músicos:

Masako Tanaka

Cantora e percussionista japonesa, radicada no Rio desde 2001. Com dois CDs solos lançados, integra os grupos “PianOrquestra”, “Mulheres de Chico” e “Batuqueiros do Monobloco”. Realiza vários shows no Japão onde divulga nossa música. Sua trajetória foi registrada em documentários para Cinema e TV no Brasil e Japão e foi objeto de matéria no Fantástico.

Bruno Ferrão

Bruno Ferrão iniciou seus estudos de violão aos nove anos de idade. Bacharel e licenciando em música pela UFRJ, teve passagem por alguns festivais de música no Brasil, nos quais se aperfeiçoou junto a músicos brasileiros e estrangeiros. Atuando como instrumentista há mais de 10 anos, tem experiência também no ensino de violão. Foi integrante da Orquestra Violões do Forte de Copacabana e do grupo Música Surda, e em 2019 acompanhou a cantora Masako Tanaka no show “Uma japonesa com Bossa Brasileira”, apresentado no próprio CCJF.

Carlos Chaves (participação especial)

Bacharel em violão pela UFRJ e Mestre em Música pela Uni-Rio. Fundou o Quarteto de Violões Maogani. Três CDs do grupo foram vencedores dos Prêmios de Música Brasileira, Caras, Rival-BR e TIM. É um dos cavaquinistas do Monobloco desde 2007 e participou da gravação CD Arrastão da Alegria (vencedor do Prêmio da Música Brasileira). Duas de suas composições venceram festivais de música na categoria música instrumental. Em 2018, lançou seu primeiro CD, Tricotando, com a participação de 40 músicos, dentre os quais Cristiano Alves e Maurício Carrilho. Em 2021 recebeu a menção honrosa no festival TOCA.