cinema

Grandes Clássicos e Sucessos do Cinema / cineclube
A série contempla filmes que marcaram a história do cinema, seja por ser um clássico ou por ter sido um grande sucesso de público. O objetivo é incentivar e facilitar o hábito de ir ao cinema, bem como o acesso do público aos títulos disponíveis no acervo do CCJF.
Filmes: Coleção Salete Maccalóz/CCJF

De 01 a 28
Sextas e sábados
18h

Dia 26
Quarta
16h

Cinema
Entrada franca
Espaço sujeito a lotação

 

Programação e classificação indicativa:

01 de junho, 18h – sáb

Fale com Ela  

(2002, Espanha, Pedro Almodóvar, 1h52min)

Sinopse: O enfermeiro Benigno (Javier Cámara) se apaixona por uma estudante de balé, Alicia (Leonor Watling). Quando ela sofre um acidente e fica em coma, Benigno acaba se tornando seu enfermeiro. No hospital, ele conhece Marco (Darío Grandinetti), que também está cuidando da mulher que ama, Lydia (Rosario Flores).

 

07 de junho, 18h – sexta

Fahrenheit 451

(1966, UK, François Truffaut, 1h52min)

Sinopse: Num futuro hipotético, os livros e toda forma de escrita são proibidos por um regime totalitário, sob o argumento de que fazem as pessoas infelizes e improdutivas. Se alguém é flagrado lendo é preso e “reeducado”. Se uma casa tem muitos livros e um vizinho denuncia, os “bombeiros” são chamados para incendiá-la. Montag (Oskar Werner) é um desses bombeiros. Chamado para agir numa casa “condenada”, ele começa a furtar livros para ler.

 

08 de junho, 18h – sáb

Apocalypse Now 

(1979, EUA, Francis Coppola, 3h36min)

Sinopse: No Vietnã, em 1970, o capitão Willard (Martin Sheen) faz uma viagem perigosa e cada vez mais alucinante rio acima para encontrar e matar o coronel Kurtz (Marlon Brando), um antigo oficial promissor que ficou louco. Em um barco patrulha da Marinha, cheio de inteligentes jovens de rua, um oficial da força aérea obcecado por surf e um fotógrafo maluco, Willard viaja cada vez mais para o coração das trevas.

 

14 de junho, 18h – sexta

Gilda

(1946, EUA, Charles Vidor, 1h 50min)

Sinopse: Um dos maiores clássicos do cinema trazia em seu cartaz: “jamais haverá no mundo outra mulher como Gilda”. Uma verdade no que ser refere a Rita Hayworth, intérprete da personagem. Johnny Farrell (Glenn Ford) é um trapaceiro em jogos de cartas e Ballin Mundson (George Macready), dono um cassino clandestino em Buenos Aires, onde Johnny é gerente. A amizade entre os dois é abalada quando Mundson regressa de viagem casado com Gilda, com quem Johnny teve um caso no passado.

 

15 de junho, 18h – sáb

A Bela da Tarde

(1967, França/ Itália, Luis Buñuel, 1h40min)

Sinopse: A obra cinematográfica de Buñuel, aclamada pela crítica, mas sempre cercada por uma aura de escândalo, tornou-o um dos mais controversos cineastas do mundo, sempre fiel a si mesmo. Buñuel também influenciou fortemente a carreira do realizador conterrâneo, Pedro Almodóvar. Neste filme, uma dona de casa infeliz decide passar as tardes num bordel.

 

26 de junho, 16h – qua

Cleópatra

(1963, EUA, Joseph L. Mankiewicz, 3h 12min)

Sinopse: Cleópatra (Elizabeth Taylor) convence Júlio César (Rex Harrison) a formar uma aliança para que ela continue controlando o império e faz com que ele desista de invadir o Egito. Porém, o imperador é assassinado e Cleópatra se volta, então, para o general Marco Antônio (Richard Burton). Otaviano (Roddy McDowall), sobrinho de Júlio César, quer o poder de Roma e irá travar uma grande batalha contra Marco Antônio e Cleópatra.

 

28 de junho, 18h – sex

De-lovely

(2004, UK/EUA, Irwin Winkler, 2h 5min)

Sinopse: Em uma produção musical baseada em sua vida, o compositor Cole Porter (Kevin Kline) começa a refletir sobre sua vida e carreira. Enquanto troca ideias com o diretor do musical, Gabe (Jonathan Pryce), relembra sua ascensão meteórica na Broadway de meados dos anos 20 e o primeiro encontro com sua esposa e musa, Linda Porter (Ashley Judd).

 

Fontes: IMDb, Wikipédia