2ª Região entrega certificado a servidores e advogados aptos a atuar como conciliadores e mediadores na Justiça Federal

Publicado em 24/10/2018

A Justiça Federal da 2ª Região, através do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NPSC2), promoveu, no dia 24 de outubro, no auditório do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), no centro do Rio, a entrega de certificados de conclusão do “Curso Básico de Formação de Conciliadores/Mediadores” aos servidores e advogados que cumpriram a totalidade do currículo exigido pela Resolução CNJ nº 125/2010 e Resolução CJF n° 398/2016, e de assinatura do Termo de Compromisso.

A solenidade contou com a presença do diretor do NPSC2, desembargador federal Ferreira Neves, e da juíza federal convocada em auxílio ao NPSC2, Aline Araújo, que fez a leitura do Termo de Compromisso e realizou a entrega dos certificados aos servidores e advogados que participaram do curso.

 

O desembargador federal Ferreira Neves e a juíza federal Aline Araújo entregam os certificados de conclusão do “Curso Básico de Formação de Conciliadores/Mediadores” aos servidores e advogados que participaram do curso na 2ª Região

 

Curso de Conciliadores/Mediadores

A Justiça Federal da 2ª Região, através do NPSC2, promoveu o “Curso Básico de Formação de Conciliadores/Mediadores”, em conformidade com a Resolução nº 125/2010, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário, e a Resolução nº 398/2016, do Conselho de Justiça Federal (CJF), que dispõe sobre a Política Judiciária de solução consensual dos conflitos de interesses no âmbito da Justiça Federal.

O curso de capacitação básica de conciliadores/mediadores teve como objetivo transmitir informações teóricas gerais, bem como proporcionar uma vivência prática para aquisição de conhecimento acerca da solução consensual dos conflitos. Dessa forma, o corpo discente ficou apto ao exercício da conciliação e da mediação no âmbito judicial.